Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

Onde estão os indecisos

Quem (em particular PS ou PSD) convencer a larga fatia de indecisos ganha as eleições.

É vital conhecer os motivos porque a poucos dias do acto eleitoral (considerado no discurso partidário como de extrema relevância) os indecisos não quebram.

Alguns estudos terão sido realizados nos últimos dias e, pelo que me foi dito, a maior parte está indecisa entre PS e PSD.

Perante estes estudos não é de estranhar o discurso de PS e PSD nas últimas horas.

O PSD começou o fim de semana a fazer o apelo à maioria absoluta e ao voto útil, mas mudou. Agora dirige a sua mensagem para o eleitorado socialista e retomou a mensagem da defesa do Estado Social. Está a jogar ao centro.

Por sua vez, José Sócrates reagiu de imediato e esta noite foi António Vitorino que fez um "apelo ao voto dos sociais-democratas".

publicado por rgomes às 22:50
link do post | comentar | favorito
|

Intercampus - PS tem o valor mais baixo e PSD distancia-se

Ao entrar na última semana de campanha o PSD retomou uma vantagem superior à margem de erro.
A sondagem, divulgada no Público e TVI, revela uma outra situação invulgar: a subida em simultaneo do PSD e do CDS

Assinale-se ainda que, nesta sondagem o PS teve o resultado mais baixo em todos os estudos da Intercampus no mês de Maio..

 

  27Marco 06-May 09-May 13-May 16-May 20-May 23-May 27-May 30-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1 35,7 39,6 35,8 37
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4 34,1 33,2 34,1 32,3
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6 12,8 12,1 11,3 12,7
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3 7,5 6,6 7,7 7,7
BE 7,1 7 6,5 6 6,2 6,8 5,6 6,5 5,2
publicado por rgomes às 21:58
link do post | comentar | favorito
|

Eurosondagem - tracking

O PSD tem uma ligeira subida.

O PS mantém-se nos 32%. Este é valor que o PS mantém nos últimos estudos. O PSD tem maiores variações.

Por outro lado, o valor máximo do PS nunca conseguiu atingir o valor mínimo do PSD.

 

  01-Apr 21-Apr 06-May 24-May 25-May 26-May 27-May 28-May 30-May
PSD 37,3 36,3 35,8 33,1 33,7 33,6 33,9 33,7 34,7
PS 30,4 32,7 32,5 32,6 32 32,5 32,3 32,4 32,1
CDS 10,7 11,3 11,1 13,7 13,2 12,8 13,4 13,2 12,9
CDU 8,4 7,8 7,7 7,6 8,1 8,1 7,9 7,8 7,7
BE 7,7 6,9 6,6 6,6 6,7 6,5 6,3 6,4 6,3

 

Esta sondagem foi divulgada pela SIC

publicado por rgomes às 21:53
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 29 de Maio de 2011

A semana dos indecisos

Poucas eleições Legislativas tiveram um resultado tão imprevisto.

A margem de indecisos é elevada e manteve-se praticamente igual ao longo da primeira semana de campanha: entre 28 a 30%.

O que revela a impotência de todos os partidos em convencer os que procuram (se procuram) uma decisão.

 

Do lado do PSD o discurso final tem um outro alvo: o CDS. Apelar ao voto útil. O empate técnico ajuda mas este argumento já foi utilizado várias vezes e não foi decisivo.

 

Por último, mas não menos importante: não cometer erros.

tags: , ,
publicado por rgomes às 23:05
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Maio de 2011

Intercampus: foi-se a onda laranja

O PSD perdeu a vantagem em relação ao PS.

Segundo a sondagem da Intercampus para o Público e TVI, Pedro Passos Coelho perdeu a vantagem que tinha conseguido após o debate.

Esta sondagem reevela também, ao contrário da opinião de alguns analistas de sondagens e de comunicação política, que a onda laranja não teve continuidade, não foi imparável.

Marcelo R. Sousa afirmou (a meio da tarde) que, se as sondagens deste fim de semana confirmarem uma vantagem do PSD, “vai ser muito difícil a Sócrates mudar durante a última semana”. As sondagens colocaram de novo o jogo em empate tecnico. Cresce a expectativa para a última semana de campanha.

 

  27Marco 06-May 09-May 13-May 16-May 20-May 23-May 27-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1 35,7 39,6 35,8
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4 34,1 33,2 34,1
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6 12,8 12,1 11,3
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3 7,5 6,6 7,7
BE 7,1 7 6,5 6 6,2 6,8 5,6 6,5
publicado por rgomes às 21:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Eurosondagem - tracking

Mantém-e empate tecnico entre PS e PSD.

Variações ficam aquèm da taxa de erro.

 

  01-Apr 21-Apr 06-May 24-May 25-May 26-May 27-May
PSD 37,3 36,3 35,8 33,1 33,7 33,6 33,9
PS 30,4 32,7 32,5 32,6 32 32,5 32,3
CDS 10,7 11,3 11,1 13,7 13,2 12,8 13,4
CDU 8,4 7,8 7,7 7,6 8,1 8,1 7,9
BE 7,7 6,9 6,6 6,6 6,7 6,5 6,3

 

Sondagem da Eurosondagem para SIC e RR

publicado por rgomes às 21:16
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Eurosondagem - tracking

Mantém-se o empate técnico entre PSD e PS.

Sondagem publicada na SIC e RR.

 

  01-Apr 21-Apr 06-May 24-May 25-May 26-May
PSD 37,3 36,3 35,8 33,1 33,7 33,6
PS 30,4 32,7 32,5 32,6 32 32,5
CDS 10,7 11,3 11,1 13,7 13,2 12,8
CDU 8,4 7,8 7,7 7,6 8,1 8,1
BE 7,7 6,9 6,6 6,6 6,7 6,5
publicado por rgomes às 21:02
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Eurosondagem - tracking

Tracking da Eurosondagem para SIC, RR em 25 de Maio

As variações são muito pequenas, sem significado tendo em conta a margem de erro

  01-Apr 21-Apr 06-May 24-May 25-May
PSD 37,3 36,3 35,8 33,1 33,7
PS 30,4 32,7 32,5 32,6 32
CDS 10,7 11,3 11,1 13,7 13,2
CDU 8,4 7,8 7,7 7,6 8,1
BE 7,7 6,9 6,6 6,6 6,7
publicado por rgomes às 22:41
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Maio de 2011

O que esteve a dar

A pré-campanha eleitoral foi de novo o assunto em destaque na semana de 16 a 22 de Maio.
Os debates entre os líderes partidários e os detalhes do acordo que permitiu o resgate financeiro a Portugal marcaram a semana. O serviço Telenews registou 310 notícias e quase 12 horas de emissão sobre o temaFonte: Marktest

publicado por rgomes às 23:00
link do post | comentar | favorito
|

Empate técnico - Universidade Católica

Sondagem publicada na RTP e DN realizada pela Universidade Católica.

Em comparação com a anterior o PSD sobe 2%  e os indecisos descem também 2%.

Todas as restantes forças partidárias mantêm a intenção de voto.

De sublinhar ainda que esta é a única sondagem feita com o método de voto na urna.

 

  Abril 1Maio 24-May
PSD 39 34 36
PS 33 36 36
CDS 7 10 10
CDU 8 9 9
BE 6 5 6
Indescisos 32 30 28%
publicado por rgomes às 20:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Empate tecnico - Eurosondagem

Eurosondagem publicada na SIC

Regista-se uma quebra de 2.7% no PSD e uma subida praticamente igual do CDS,

Esta sondagem marca o arranque de um tracking que vai ter lugar diariamente durante a campanha eleitoral

 

 

  01-Apr 21-Apr 06-May 24-May
PSD 37,3 36,3 35,8 33,1
PS 30,4 32,7 32,5 32,6
CDS 10,7 11,3 11,1 13,7
CDU 8,4 7,8 7,7 7,6
BE 7,7 6,9 6,6 6,6

 

publicado por rgomes às 20:54
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Maio de 2011

A onda

Especialistas em sondagens e campanhas eleitorais dizem-me o seguinte:

- é previsivel uma onda laranja

- o jogo está feito, é muito dificil alterar as tendências

- o PS enganou-se na data das eleições. Planeou tudo para a data do arranque da campanha. Há vários dias que deixou o PSD marcar a agenda, não tem discurso novo, nem um plano B.

 

A cronologia (que segundo estes especialistas é a necrologia) do PS:

- debate com Pedro Passos Coelho com expectativas muito altas

- comentadores televisivos dão de imediato vitória ao líder do PSD

- sondagem Uni. Católica dá vitória a Pedro Passos Coelho

- PS leva emigrantes para comicios. Capa no Correio da Manhã e reportagem nos telejornais e quase toda a imprensa nacional

- PSD marca agenda com desafio a Portas

- PSD marca agenda com as alegadas nomeações clandestinas.

tags: , ,
publicado por rgomes às 21:38
link do post | comentar | favorito
|

Desfeito empate técnico

Sondagem Intercampus parea TVI e Público.

PSD sobe e todos os outros descem. PSD atinge o segundo ponto mais alto nesta sondagem e o PS o segundo registo mais baixo.

A sondagem foi realizada depois do debate José Sócrates - Passos Coelho

 

  27-Mar 06-May 09-May 13-May 16-May 20-May 23-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1 35,7 39,6
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4 34,1 33,2
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6 12,8 12,1
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3 7,5 6,6
BE 7,1 7 6,5 6 6,2 6,8 5,6
publicado por rgomes às 21:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Desapareceram os imigrantes

As dezenas de imigrantes paquistaneses e indianos que têm agitado bandeiras, dado apertos de mão ao secretário-geral do Partido Socialista nos últimos dias e enchido salas de comício não compareceram ontem na campanha do PS em Campo Maior. (...)

Publicitado o caso, desapareceram, primeiro, alguns turbantes - substituídos por chapéus de campanha do PS. Depois, sumiram-se os imigrantes, muitos que mal articulavam uma palavra em português e que não podiam votar nas eleições legislativas de 5 de Junho por não terem nacionalidade portuguesa. A duvida fica: se foram transportados de Lisboa para o Alentejo no autocarro socialista como é que regressaram a casa? Fonte: I

publicado por rgomes às 18:04
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 22 de Maio de 2011

Sites dedicados às eleições legislativas 2011

SAPO

SOL

RTP

SIC

PÚBLICO

EXPRESSO
TSF

JN

DN

publicado por rgomes às 17:19
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 21 de Maio de 2011

Debate Socrates-Passos Coelho foi o mais visto

O debate televisivo entre José Sócrates e Pedro Passos Coelho, foi o mais visto dos 10 que opuseram líderes dos partidos com assento parlamentar e passou para o segundo lugar do TOP dos debates mais vistos destes 1995. Santa Lopes/José Sócrates continua a ser o líder de audiência

Segundo o sítio da Internet da Marktest Mediamonitor, o 'duelo' de sexta-feira na RTP1 atingiu 44,2 por cento de 'share' (percentagem de telespetadores de entre as pessoas que na altura viam televisão), acima do milhão e meio de pessoas: 1,584,500.

O anterior confronto político sobre as legislativas de 05 de junho que tinha obtido maior audiência tinha sido o debate entre Sócrates e o presidente do CDS-PP, Paulo Portas, com 38,3 por cento de 'share' e um total de 1.483.298 telespetadores, em 09 de maio.

publicado por rgomes às 21:58
link do post | comentar | favorito
|

O debate na imprensa

publicado por rgomes às 10:40
link do post | comentar | favorito
|

Debate P P Coelho - J. Sócrates

A sondagem da Uni. Católica deu a indicação que Pedro Passos Coelho esteve melhor no debate. Uma diferença de 13% em relação a Sócrates. No entanto, para mais de 50% o debate não foi conclusivo. De assinalar ainda que em termos de propostas - designadmente de economia - a sondagem revelou que Pedro Passsos Coelho levou vantagem em todas as áreas.

Muitas vezes, mais importante do que o que se passa na hora de debate, é a vaga de comentários e notícias. Nas primeias reacções, em oito comentadores televisivos, apenas dois consideram que Sócrates tirou vantagem do debate. No dia seguinte, alguns órgãos de comunicação social relataram que o debate não iria ter influência na mudança de voto,

Síntese do debate entre Sócratese Passos Coelho.

 - Uma observação: num jogo de futebol, ganha a equipa que marcou mais golos. Num debate ganha a equipa que convenceu mais adeptos que foram ver o jogo.

publicado por rgomes às 00:39
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

Sondagem Intercampus

  27-Mar 06-Mai 09-Mai 13-Mai 16-Mai 20-Mai
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1 35,7
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4 34,1
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6 12,8
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3 7,5
BE 7,1 7 6,5 6 6,2 6,8
publicado por rgomes às 23:37
link do post | comentar | favorito
|

Twitómetro mede popularidade dos candidatos a primeiro-ministro

O SAPO disponibiliza, a partir de hoje, uma ferramenta inovadora, desenvolvida no âmbito de um consórcio universitário, que permite medir a popularidade dos líderes dos cinco principais partidos políticos na twitosfera em português. Consulte diariamente o Twitómetro aqui.

publicado por rgomes às 17:07
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Divergências sobre Rendimento Social de Inserção e negociação com a "troika" marcaram debate Portas/Louçã

O Rendimento Social de Inserção (RSI) e as pensões dominaram hoje o debate entre Paulo Portas e Francisco Louça na SIC, marcado ainda pelas divergências entre BE e CDS-PP sobre a negociação com a "troika". Lusa

 

Este debate teve uma audiência média de 1.015.615 espectadores e 27.9% de share. Passou para o 14º lugar do TOP dos debates com maior audiência desde 1995.

publicado por rgomes às 23:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Maio de 2011

Críticas ao despesismo e à ajuda externa pontuam debate na RTP1

Críticas ao despesismo público e à ajuda internacional a Portugal pontuaram esta noite o debate eleitoral na RTP1 entre sete partidos sem assento parlamentar, marcado igualmente por altercações entre os candidatos José Manuel Coelho (PTP) e Garcia Pereira (PCTP/MRPP). Fonte: Lusa

tags: ,
publicado por rgomes às 23:35
link do post | comentar | favorito
|

TV - o que esteve a dar

A pré-campanha eleitoral e as medidas do pacote de ajuda externa foram os assuntos em destaque na semana de 9 a 15 de Maio nas TVs. Fonte: Marktest

publicado por rgomes às 22:48
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 17 de Maio de 2011

PSD - eixo de campanha

O eixo de campanha é o que liga as várias narrativas. Como uma obra constituída por vários capítulos através dos quais se alimenta o enredo.
Michel Bongrand estabeleceu quatro eixos: Eixo ideológico: visa realçar uma diferença que à partida já é conhecida (esquerda/direita). Eixo político: projecta o futuro. O ponto de partida é o ambiente que se vive no eleitorado (continuidade, mudança, renovação, união). Eixo pessoal: personalização. A sua utilização é frequente quando não há fortes traços distintivos entre os partidos concorrentes, e Eixo temático: é circunstancial. Resulta dos estudos de opinião que indicam as principais preocupações do eleitorado e avalia o desempenho de quem exerce o poder.


O eixo de campanha do PS assenta nesta mensagem: Cuidado, é um risco colocar o PSD no Governo. Já provocou a crise que levou o país a pedir ajuda externa e agora quer ganhar com um líder impreparado e com um programa que coloca em causa o "welfare state".
A campanha não está assente em propostas, numa visão de futuro (nem programática nem de metas). Antes havia um inimigo externo (as empresas de notação financeira, o capitalismo selvagem, a indecisão da Europa, ...o FMI), agora, só há um perigo: o PSD. Tenham cuidado, não arrisquem na mudança que o tempo não está para experiências. O líder do PS repete este discurso todos os dias e já lhe chamam a "cassete de Sócrates". Por vezes cita uma medida do PSD, outras vezes pega numa declaração de um dirigente social-democrata... mas a mensagem é sempre a mesma. Neste aspecto, é uma campanha ofensiva (quando tudo levava a pensar que seria uma campanha defensiva) e com o adversário bem definido: o PSD.

 

Paulo Portas também ajudou a criar a imagem de incerteza do líder do PSD. Através da máxima: "o PS é imcompetente e o PSD não é convicente" tenta capitalizar o descontentamente em relação a José Sócrates e diminuir o impacto do "challenger" que seria Pedro Passos Coelho. O seu propósito é mostrar que, afinal, ele sim é a alternativa. Assumiu a postura de estadista e como é o único que já tem lugar assegurado no Governo (com PS ou PSD) tem uma atitude ofensiva mas comedida. Quanto à mensagem principal, aproveita todas as oportunidades para mostrar que o PSD também é coresponsável da actual crise e que não tem uma estratégia clara.

 

PCP e BE têm um eixo de campanha muito próximos (eixo ideológico): os restantes partidos têm uma política semelhante, subscreveram o acordo com o FMI (que Sócrates ajudou a diabolizar) e há uma alternativa de esquerda. O futuro vai ser muito mau para os trabalhadores e mais pobres e a continuar um desses partidos no Governo não haverá mudança.

 

Por último, o PSD. Após o despoletar da crise política afirmava que era necessária uma clarificação. Depois passou para um discurso social - não congelar as pensões mais baixas e prometeu apresentar um Programa Social -, entretanto escreveu artigos na imprensa internacional a dizer que o PEC IV ficava aquém do necessário e de seguida elogiou o acordo com a "troika" porque "vai mais longe". Após a apresentação do programa eleitoral a bandeira foi a diminuição da Taxa Social Única e quando já estava em empate técnico nas sondagens passou para uma postura ofensiva. O actual Governo e o seu líder não eram de confiança. No vocabulário do PSD surgiam palavras como omitir, enganar, mentir....
Ontem, o PSD passou a atacar o Programa Novas Oportunidades, (um ataque ao orgulho de milhares de pessoas que conseguiram atingir um melhor patamar nas suas qualificações).
Esta é uma narrativa sem mensagem. Não há eixo de campanha. É o social, é a economia, é o futuro com propostas e medidas concretas, é o desgaste do adversário....? para um líder que deixou que lhe fosse criada a imagem de alguém incerto, ingénuo, "não convicente", esta estratégia, de certa forma, confirma o rótulo que lhe estão a criar. A continuar assim não é o "challenger, desbarata a expectativa criada, não tira proveito do desgaste do adversário e nem aproveita as novas oportunidades. Deriva, apenas.
Duas dúvidas: o PSD contratou especialistas brasileiros de marketing político para esta campanha. Qual a influência que estão a ter na direcção de campanha? Serão eles os autores desta estratégia?

Segunda questão: o desemprego é uma das maiores preocupações dos portugueses manifestada nas sondagens. O que tem dito o PSD sobre este tema?

publicado por rgomes às 23:03
link do post | comentar | favorito
|

PP Coelho - F Louçã

Mais um debate morno. Poucos argumentos novo, repetições, dejá vu.

O debate entre Francisco Louçã e Pedro Passos Coelho mostrou o líder o BE a recorrer a documentos para evidenciar as contradiuções dos seus adversários.

Do lado de Pedro Passos Coelho, o mesmo ritmo, o ar colegial e muito palavroso, sem a acutilância de Portas e Sócrates. PP Coelho não mostra evolução na sua prestação televisiva. Mantém o registo.

Este debate foi dos mais vistos, ao ter uma audiência média de 1.010.995 pessoas e share de 30.2% e passou para o TOP dos debtaes com maior audiência desde 1995.

O confronto entre Paulo Portas e José Sócrates, em 09 Maio 2011 continua a ser o mais visto, desta campanha, ao atingir uma média de     1.483.298 espectadores.

publicado por rgomes às 22:56
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. resultados

. PS e PSD são os mais popu...

. últimas sondagens

. Cronologia da campanha

. D. Económico - A campanha...

. o que dizem as sondagens

. Onde estão os indecisos

. Intercampus - PS tem o va...

. Eurosondagem - tracking

. A semana dos indecisos

. Intercampus: foi-se a ond...

. Eurosondagem - tracking

. Eurosondagem - tracking

. Eurosondagem - tracking

. O que esteve a dar

. Empate técnico - Universi...

. Empate tecnico - Eurosond...

. A onda

. Desfeito empate técnico

. Desapareceram os imigrant...

. Sites dedicados às eleiçõ...

. Debate Socrates-Passos Co...

. O debate na imprensa

. Debate P P Coelho - J. Só...

. Sondagem Intercampus

. Twitómetro mede popularid...

. Divergências sobre Rendim...

. Críticas ao despesismo e ...

. TV - o que esteve a dar

. PSD - eixo de campanha

. PP Coelho - F Louçã

. Debate Socrates-Jerónimo

. Intercampus - empate cont...

. A menina dança?

. Garcia Pereira: Não pagam...

. Sondagem Intercampus: PS ...

. Debate Louçã/Jerónimo com...

. Campanha do PSD

. Campanha do CDS

. Debates entram no TOP dos...

. Sondagem marktest

. Louçã ganhou. E nos votos...

. 970,748 espectadores: deb...

. o que esteve a dar

. Portas-Sócrates: debate s...

. Tracking Intercampus

. Site PSD

. Programa eleitoral do PSD

. Sondagem Intercampus

. Sondagem Eurosondagem

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds