Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Legislativas 2011

Legislativas 2011

30
Mai11

Intercampus - PS tem o valor mais baixo e PSD distancia-se

rgomes

Ao entrar na última semana de campanha o PSD retomou uma vantagem superior à margem de erro.
A sondagem, divulgada no Público e TVI, revela uma outra situação invulgar: a subida em simultaneo do PSD e do CDS

Assinale-se ainda que, nesta sondagem o PS teve o resultado mais baixo em todos os estudos da Intercampus no mês de Maio..

 

  27Marco 06-May 09-May 13-May 16-May 20-May 23-May 27-May 30-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1 35,7 39,6 35,8 37
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4 34,1 33,2 34,1 32,3
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6 12,8 12,1 11,3 12,7
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3 7,5 6,6 7,7 7,7
BE 7,1 7 6,5 6 6,2 6,8 5,6 6,5 5,2
23
Mai11

Desfeito empate técnico

rgomes

Sondagem Intercampus parea TVI e Público.

PSD sobe e todos os outros descem. PSD atinge o segundo ponto mais alto nesta sondagem e o PS o segundo registo mais baixo.

A sondagem foi realizada depois do debate José Sócrates - Passos Coelho

 

  27-Mar 06-May 09-May 13-May 16-May 20-May 23-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1 35,7 39,6
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4 34,1 33,2
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6 12,8 12,1
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3 7,5 6,6
BE 7,1 7 6,5 6 6,2 6,8 5,6
17
Mai11

PP Coelho - F Louçã

rgomes

Mais um debate morno. Poucos argumentos novo, repetições, dejá vu.

O debate entre Francisco Louçã e Pedro Passos Coelho mostrou o líder o BE a recorrer a documentos para evidenciar as contradiuções dos seus adversários.

Do lado de Pedro Passos Coelho, o mesmo ritmo, o ar colegial e muito palavroso, sem a acutilância de Portas e Sócrates. PP Coelho não mostra evolução na sua prestação televisiva. Mantém o registo.

Este debate foi dos mais vistos, ao ter uma audiência média de 1.010.995 pessoas e share de 30.2% e passou para o TOP dos debtaes com maior audiência desde 1995.

O confronto entre Paulo Portas e José Sócrates, em 09 Maio 2011 continua a ser o mais visto, desta campanha, ao atingir uma média de     1.483.298 espectadores.

16
Mai11

Intercampus - empate continua

rgomes

Sondagem publicada no Público em 16 de maio

Continua o empate técnico, agoram com vantagem do PSD que recuperou 2 pontos em relação ao estudo anterior.

Todas as variações ficam abaixo da margem de erro o que significa que não têm grande relevância.

 

  27-Mar 06-May 09-May 13-May 16-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9 36,1
PS 32,8 34,8 35,1 36,8 35,4
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4 12,6
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4 7,3
BE 7,1 7 6,5 6 6,2

 

Há uma total simetria entre o PS e o PSD. Quando um sobe o outro desce.
O mais interessante é que essa simetria também se verifica entre o PSD e o CDS.

Um outro dado que pode parecer estranho: sobe o número dos que não sabem ou não respondem: no estudo anterior er a de 21,2% e passou agora para 23,9%.

13
Mai11

Sondagem Intercampus: PS supera resultado das últimas eleiçoes

rgomes

Sondagem publicada em 12 de Maio no Público e na TVI

PSD perde 2.3%

CDS ganha 2,5%

PS ganha 1,7%

De assinalar ainda a queda de 2% de idecisos. Projectando os que não sabem/não respondem, corresponde a 27,3%. Por outro lado, muitos dos votantes no BE E CDS têm duvidas se vão mantêm o voto nesses partidos.

 

Por último, e talvez o mais surpreendente: com esta sondagem o PS tem o mesmo resultado que alcançou nas últimoas legislativas, em 2009 (36.56%). Até umas décimas acima.

 

Intercampus 27-Mar 06-May 09-May 13-May
PSD 42,2 37 36,2 33,9
PS 32,8 34,8 35,1 36,8
CDS 8,7 10,5 10,9 13,4
CDU 7,9 7,9 7,7 7,4
BE 7,1 7 6,5 6
11
Mai11

970,748 espectadores: debate PP Coelho - Jerónimo S.

rgomes

O debate entre Pedro Passos Coelho e Jerónimo de Sousa teve uma audiência média de 970,748 espectadores. O share foi de 26.9%. Desde 1995 é o 16º debate com maior audiência média

 

O último debate, Portas-Sócrates, foi visto por uma audiência média de 1.483.298 espectadores. O share foi de 38.3%. O valor máximo foi de 1,9 milhões de indivíduos de audiência instantânea.
Passou para o segundo lugar do TOP de programas políticos mais vistos em TV, desde 1995.

O primeiro confronto, entre Jerónimo de Sousa e Paulo Portas teve uma média de 910.800 espectadores e share de 26.1

09
Mai11

Portas-Sócrates: debate sem vencedor

rgomes

A culpa é do “candidato Sócrates” pelo que fez nos últimos seis anos – Paulo Portas

A culpa é de Paulo Portas que lançou o país na crise ao chumbar o PEC IV e agora subscreveu um documento que é igual ao que foi rejeitado – José Sócrates

Esta foi a principal argumentação de cada um dos líderes.


Sublinhe-se que Portas tentou manter uma postura de “estadista”mas teve momentos onde ficou nervoso e acusou Sócrates de "mentir".
Por sua vez, Sócrates tentou desmontar a critica de que não estava disponível para governar com o FMI com argumento pouco convicente.

Saliente-se ainda que Paulo Portas foi pouco incisivo, muito palavroso, não recorreu aos seus famosos sounbites (a excepção tavez tenha sido a imagem de que "Sócrates vive na estratosfera") e, com uma moderação rígida, não lhe foi dada oportunidade para fazer os seus habituais “números” em debates.

José Sócrates mostrou que tem uma “cassete”, não contradita por Paulo Portas. Em certos momentos até os comentários mais demolidores pertenceram à moderadora. Sócrates até fez o número da capa vazia que devia ter o programa eleitoral do CDS e aproveitou o minuto final para atacar o PSD.


Os media, minutos depois do debate, referem que foi uma discussão dura e em título apontam para a rejeição de Paulo Portas em fazer uma coligação com o PS.

Vídeo do debate aqui

 

Este debate foi visto por uma audiência média de 1.483.298 espectadores. O share foi de 38.3%. O valor máximo foi de 1,9 milhões de indivíduos de audiência instantânea.
Passou para o segundo lugar do TOP de programas políticos mais vistos em TV, desde 1995
Curiosamente o valor não difere muito do último debate entre os dois, em Setembro de 2009 que teve uma audiência média de  1.439.900 espectadores.

Neste ciclo das Legislativas de 2011, o debate anterior, entre Jerónimo de Sousa e Paulo Portas teve uma média de 910.800 espectadores e share de 26.1%.

06
Mai11

Sondagem Intercampus

rgomes

Sondagem publicada na TVI e no Público

Encerra o ciclo da segunda vaga de sondagens.

 

  27-Mar 06-May
PSD 42,2 37
PS 32,8 34,8
CDS 8,7 10,5
CDU 7,9 7,9
BE 7,1 7

 

Tendo em conta as outras sondagens publicadas na última semana são perceptiveis algumas tendências:

- descida acentuada do PSD

-subida do PS mas nem sempre em proporção invers à descida do PSD

-CDS como terceiro partido mais votado. Em quase todos os estudos com 1O% ou mais. Também em todos os estudo onde o PSD tem uma queda assinalável, o CDS regista uma subida relevante.

- BE a esvaziar (muito provavelmente para o PS)

- em quase todas as sondagens o somatório do PSD e CDS admite a possibilidade de maioria absoluta

- Em todas as sondagens o resultado do PS é inferior ao somatório do PSD e do CDS. Para ultrapassar esta soma o PS teria de se coligar com o BE e CDU.

 

Eurosondagem

  01-Abr 21-Abr 06-Mai
PSD 37,3 36,3 35,8
PS 30,4 32,7 32,5
CDS 10,7 11,3 11,1
CDU 8,4 7,8 7,7
BE 7,7 6,9 6,6

 

Aximage:

  01-Abr 2Maio
PSD 34,8 31,5
PS 28,4 28,3
CDS 10,8 11,2
CDU 8,5 9,3
BE 6,5 7,7

 

Univ. Católica

  Abril 1Maio
PSD 39 34
PS 33 36
CDS 7 10
CDU 8 9
BE 6 5

 

 

Marktest:

  25-Mar 21-Apr
PSD 46,7 35
PS 24,5 36
CDS 6,3 8
CDU       6,7 8
BE       8,9 6

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D